21 agosto, 2011

As Maldivas são mesmo um paraíso


Pôr do sol a partir do Restaurante Tailândes, no Hotel Sun Island
Vista do Seaplane tranfer, imperdível!!! Abaixo e acima


Ilhas quase desertas, cercadas de águas cristalinas, de cor azul-turquesa e azul-esverdeado juntas. Nadamos juntinhos com peixes, arraias e até tubarões bebês e quando ficávamos ali sentado naquelas deliciosas espreguiçadeiras, de pernas para o ar, ali mesmo, sem entrar na água, já víamos todos eles desfilando na nossa frente. É o destino de praia com o conjunto mais perfeito que já estivemos... cheio de coqueiros, areia fina e branquinha, hotel com super estrutura e tudo prontinho para o turismo! Um lugar perfeito!! Lindo, lindo!

Escolhendo o hotel/resort
A parte mais difícil na hora de organizar uma viagem às Maldivas é escolher o hotel. Como os hotéis ficam isolados em uma ilha e em um atol e a dúvida é, que se o hotel ou ilha não agradar, não terá para onde ir.

Depois de ter estado lá, podemos dizer que...
O importante e é a única coisa que recomendamos é não ficar em Male. É mais barato, mas não compensa, não tem o glamour dos hotéis em frente à praia, nas ilhas exclusivas, afinal, vamos até lá para viver tudo isso. Exclua a possibilidade de ficar em Male, o resto vai da sua exigência, aqui tudo depende quanto você quer gastar, tem opções para todos os bolsos, mas pode acreditar, qualquer lugar das Maldivas tem paisagem e cenário perfeito, qualquer uma das ilhas mais afastadas são mais exclusivas e em qualquer hotel que você ficar, terá um mar azul turquesa, praia linda e um visual deslumbrante. O que mudará de ficar em um hotel mais ou menos, serão os serviços e a estrutura do hotel, só isso. Em qualquer um longe de Male você estará no paraíso.
Depois de várias pesquisas escolhemos o Sun Island, gostamos muito e recomendamos. Mas mesmo tendo pesquisado bastante, fomos sem ter a certeza do que íamos encontrar. E o que encontramos, foi muito mais do que esperávamos... Encontramos, um super hotel, um bangalô pé na areia, a alguns passos daquele mar azul turquesa dos sonhos. Não precisávamos de nada mais!! Já estávamos felizes!!
Os bangalôs são enormes, super confortáveis e escondidos por muito verde. O banheiro tinha jardim com um delicioso chuveiro ao ar livre, todo dia tomávamos banho ali.

Na hora de escolher...
- Uma diária varia muito, pode ir de U$100 a U$10.000; 
- Os hotéis oferecem 3 combinados de refeições inclusas na diária: half board, com café da manhã e jantar, os dois servidos buffet, com mesas reservadas e horários determinados, a comida é boa, mas não fantástica. Full board, com café da manhã, almoço e jantar. E o all-inclusive, que inclui café da manhã, almoço, jantar, lanches entre as refeições, alguns passeios, bebida, mas tem várias restrições e restaurantes diferenciados...
Mas as refeições não inclusas não são absurdas e muito menos impossíveis. Se partirmos do cálculo, que um up grade do half board para o full board custa por volta de U$20 por pessoa por dia (acrescentando apenas o almoço, em buffet e sem bebidas) e que com U$57 tivemos uma bela refeição, com bebidas, para dois (U$28,5 por pessoa), no restaurante Italiano e o melhor, escolhemos o que queríamos comer, feitos para nós, diferente de buffet, achamos que não compensa comprar o full board. O melhor é comprar o half board.

Quando custou
4 nights com half board (café da manhã e jantar inclusos) em superior beach bangalô, com sea plane tranfers, U$1.522 para 2 pessoas. Fomos no mês de agosto que é o mês mais caro da baixa temporada. Nos outros meses da baixa, custa mais barato.

Importante
Antes de fechar veja no TripAdvisor as opiniões de quem ficou nos hotéis/resorts que você está olhando, é muito válido, ajuda bastante na decisão!

Os melhores atóis para snorkeling
São os atóis Ari, Faafu e Baa, que tem um cenário magnífico dentro do mar. Ficamos no Ari e nunca vimos nada igual, nadar com arraias e tubarões bebês passando ao nosso lado, é uma cena comum de acontecer ali.

Outras dicas
- Se você sonha em se hospedar em um water bangalô, os bangalôs de palafitas sobre as águas, tudo bem, sonho é sonho e não de discute nunca, mas caso contrário não compensa pagar pelo que ele custa a mais, às vezes o dobro. A maioria que vimos não é de palafitas, são de concreto mesmo. É muito mais um sonho, do que a realidade de ser tão diferente.
- As Maldivas é um país muçulmano... então, além de não ser permitido entrar com álcool no país (apesar do álcool ser vendido livremente nos resorts), existem praias em Male, que não pode usar biquíni, então fique atento a isso quando for escolher o seu hotel.

Como chegar as ilhas
- Para os Male atóis, próximos de Male (capital), chega de dhoni (lancha lenta) e de speed boat (lancha rápida), para lá não tem sea plane (hidroavião).
- Para os outros atóis mais distantes, como o Ari atol, dá para ir de speed boat (lancha rápida), são 2h40 de viagem. Ou de sea plane (hidroavião), que custa por volta de U$315 ida e volta para o aeroporto e são 30 minutos de vôo até o Ari atol.
Importante
O sea plane, só opera durante o dia, caso seu vôo chegue depois das 15h30 e parta antes das 9h00, você terá que pedir para a agência providenciar um hotel próximo ao aeroporto, para aquela noite e pagar a parte. Com nós aconteceu isso, o nosso vôo chegou às 24h00 e pedimos para a agência um hotel barato só para dormir aquela noite, pagamos U$95, por um hotel B&B muito bom. A agência estava nos esperando no aeroporto, nos levou para o hotel e no outro dia bem cedinho tinha um motorista esperando para nos levar de volta ao aeroporto, para pegarmos o sea plane para o Sun Island, sem nenhum custo adicional, só pagamos o hotel extra, para aquela noite.

Não deixe de fazer...
Ficar em hotel mais afastado de Male e fazer os tranfers de ida e volta para o aeroporto de sea plane, é mais caro, mas já pode ser considerado como passeio e acredite, um dos melhores, sobrevoando as ilhas, vendo um cenário dos sonhos, incrível! É definitivamente imperdível!
Nem que for pelo menos o trecho de volta para o aeroporto, para voltar pra casa com aquelas imagens de revista na memória. 
Acredite, as Maldivas não será completa se não fizer os tranfers de sea plane!

Agências que pesquisamos
No nosso caso, foi mais barato comprar um pacote com a agência, do que ter comprado o hotel separado, fora o suporte, que estavam nos esperando no aeroporto e cuidou de tudo, não precisamos nos preocupar com nada. Mas vale pesquisar sempre.
- Compramos com a Island Voyage, o nosso contato foi a Grace, o serviço foi excelente, perfeito.
- Maldives Holidays e a Island Voyage, as duas são operadas pela Island Voyage, quer dizer são a mesma empresa.
- Aqua Maldives tem bons preços, vale cotar com eles. 
- Mal-dives

Uma outra opção de resort
Helengeli Island Resort, conhecemos quem se hospedou lá, gostou muito e nos indicou. Parece que tem um bom preço. O melhor é cotar com direto com eles e também com agências que muitas tem preços melhores e sempre vale comparar. 

Dinheiro 
As moedas maldivianas são a Rufia e o Lari, mas com o dólar americano, tudo se resolve e é o que é mais usado. Os pagamentos nos resorts e nos hotéis podem ser feitos com euro, dólar, traveller’s cheques ou o melhor, com os cartões de crédito, aceitam todos. Nós nem levamos e nem trocamos dinheiro deles, levamos só cartões, dólar e euro.

Visto
Não precisa pegar visto antecipado, tem visto on arrival, na chegada ao aeroporto e não precisa de fotos e nem cobram taxa nenhuma. Os brasileiros precisam apresentar o certificado da vacina de febre amarela.

Quando ir
Como em toda Ásia, as Maldivas tem 2 estações no ano, a seca, de Setembro a Abril e a úmida, de Maio a Agosto.
Aqui nas Maldivas, a baixa temporada vai de Maio a Novembro (com exceção de agosto) e os hotéis ficam bem mais baratos. A alta vai de Dezembro a Abril. De Junho a Setembro é o período das monções e a chance de chover é grande. Nós fomos em Agosto, só choveu em um dia e foi muito pouco, nada que atrapalhou, mas Agosto é um mês caro! Se puder vá na baixa, mas não em Agosto.
Vale a pena verificar os preços em vários meses do ano.

Dica
O melhor para vir até aqui é fazer um combinado com Dubai, Colombo (a capital do Sri Lanka), Bangkok, Índia, algum país da Europa ou principalmente de Londres que saem muitos vôos fretados. Pesquise preços de vôos no Skyscanner
Sri Lankan, tem vôos super baratos, que partem da Europa, Oriente Médio, Ásia e Oceania e ainda você pode conhecer o Sri Lanka, vale conferir!

Curiosidades...
... As Maldivas são 1192 ilhas de corais divididas em 26 atóis, (um atol é um conjunto de várias ilhas, na mesma região).
... A área construída dos resorts pode ser no máximo 20% da área total da ilha.
... A altura dos resorts da Maldivas não pode ser mais alto que a mais alta palmeira da ilha... Está na costa sul da Índia, no mar das Laquedivas.
... É o menor país da Ásia, tanto em população quanto em território... É o país mais baixo do mundo, com uma altitude média de 1.5 metros acima do nível do mar (o ponto mais alto do país está a apenas 2.3 metros de altura!).
... Com o aquecimento global, se o mar continuar subindo, como vem acontecendo, calculam que as Maldivas desaparecerão em 150 anos.
... Aqui cada hotel ou resort ocupa uma ilha exclusiva, isto é lei.

Links
Cias de hidroavião: Trans Maldivan Airways e a Maldivan air táxi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...